Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

AQUI

 

Aqui de repente

Tudo escureceu

Virou breu

A luz dos seus olhos

Não iluminam mais

Nem o caos

Nem o cais.

 

Aqui num instante

Tudo se apagou

Os livros na estante

Não reluzem mais

São só letras mortas

Na linhas agora tortas

E assuntos superficiais.

 

Aqui dentro de mim

Tudo se calou

O verso não aflora

O segundo demora

Enquanto a solidão

Em silêncio

Me devora.

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 18/03/2022
Alterado em 18/03/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links