Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos

EU NÃO ESTOU MAIS

 

Não procure pelo meu ser

Na rua que o neon ilumina

Não sinto mais dor e prazer

Não dobro mais a esquina

Preciso te dizer

No mundo que parou

Por falta de gasolina

Eu não mais estou.

 

Não busque minhas pegadas

Na areia oleosa da praia

Nem sombra sobre calçadas

Em uma cidade que nos caia

Pelas estradas

Do mundo que parou

No calendário maia

Eu não mais estou.

 

Não se ocupe mais comigo

Eu não durmo e nem como

Não preciso mais de abrigo

Nem água fresca eu tomo

Nem me irrigo

No mundo que parou

No Y cromossomo

Eu não mais estou.

 

Prossiga com nossas metas

Atinja os nossos objetivos

Tenha filhas, também netas

Viva entre os que estão vivos

Siga sendo correta

No mundo que parou

Nos arrotos nocivos

Eu não mais estou.

 

Faça o melhor que puder

Agora que tudo deu errado

Eu confio em você, mulher

O humano ficou assexuado

Maria sem José

No mundo que parou

Na falta do Estado

Eu não mais estou.

 

No futuro eu ainda te amarei

No sem-tempo, no sem-espaço

No sem mandamento e sem lei

Sem um beijo, nem um abraço

Disto eu sei

No mundo que parou

No meio da highway

Eu não mais estou.

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 03/01/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00