Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos

EU MORO NA CABEÇA

 

Eu moro na cabeça de todo mundo

Eu moro na minha, eu moro na sua

Eu me sinto perdido no espaço

Se você estiver com a cabeça na lua.

 

Eu moro na cabeça de todo mundo

Que me vê, que me sente

Ao lembrar o nosso passado

Ou tentar se livrar do presente.

 

Eu moro em tantas cabeças diferentes

Em algumas sou objeto, noutras gente

Em alguma sequer eu tenho cérebro

Em outras às vezes eu sou inteligente.

 

O que eu estou fazendo na sua cabeça?

Expelindo best sellers ou somente banho?

Você me conhece ou eu ainda sou estranho?

Não me responda que não é da minha conta

Cuidado, a loucura ás vezes apronta.

 

Eu moro na cabeça de quem me lê

E às vezes eu me ausento da minha

Vou para longe em um voo suicida

Kamikaze em uma guerra perdida

Um trem sem freio saindo da linha.

 

Não me expulse da sua cabeça

Ainda que eu seja um parasita

Ainda que eu seja um invasor

Dela minha história necessita.

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 02/01/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00