Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

EM PAPÉIS ÁSPEROS

 

Mais lágrimas nos olhos que sorriam

Quando o dia sussurrava elogios desconexos

Agora pedregulhos que enganam a alma

Desejosa de bailar sobre a rotina fatídica.

 

Ninguém tem consideração pela voz

Ecoando entre as montanhas desoladas

Que pajeiam o vale na sua inocência

Absorvendo o sangue de nossas feridas.

 

Meus passos deixaram nódoas em lençóis

E pegadas em corações que tentaram

Poetizar em sombras de tardes ruminantes

Enquanto as palavras rondavam corpos

Tombados em batalhas insanas pela paz.

 

Eu não sei abrir os embrulhos que chegam

E nem rabiscar frases mudas em papéis ásperos

Apenas carrego em meu peito o que senti

Quando vi que não havia mais flores em jardins

E nem sorrisos na noite que se embriaga no bar.

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 10/12/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links