Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

ATÉ QUE A POESIA ME ESCLAREÇA

 

Eu tenho a bagunça do mundo em minha mente

Nada encaixa

Eu tomo minhas precauções e sigo em frente

Atravesso a faixa

Eu sei que toda queda é muito deprimente

A vida em baixa

Mas a poesia me cura com seu efeito entorpecente

 

Eu tenho toda a dor do mundo no meu peito

Que pulsa

Por mim eu vejo tanta falta de respeito

E repulsa

Ninguém me perdoa pelo meu desajeito

E me expulsa

Mas na poesia o meu viver é mais que perfeito

 

Eu tenho todas as maldades na minha cabeça

Vingança

E esta vontade que todo mundo desapareça

Matança

De cada esperança que por acaso floresça

Avança

Até que a poesia com sua magia me entorpeça

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 04/12/2021
Alterado em 08/12/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links