Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

HARMONIA

 

Seus seios são como a lira

No roçar d’uma leve aragem

Minha mão pede passagem

Na harmonia que me inspira.

 

A solidão pesarosa se retira

Esconde-se pela folhagem

Para modificar a paisagem

De lama para ouro e safira.

 

Seu carinho é tão suave

Que sopra leve com vida

Como gorjeio d’uma ave

Na sua alegria destemida.

 

Na cama serena e florida

Você me dá uma chave

Abro uma porta proibida

Entro livre d’algum entrave.

 

Da série: RASCUNHOS POÉTICOS

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 28/10/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links