Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos

SUA VAIDADE

 

Se no auge da mocidade

Sua vaidade não me quer

Imagino o que há de ser

Nos tempos de senilidade.

 

Se no ápice da jovialidade

Não me enxerga sequer

Então não terá o que ver

Ao sentir o peso da idade.

 

Nisto o meu coração dói

Saber que no seu orgulho

Minha felicidade se destrói

E eu sou rejeito, o entulho.

 

Meu túmulo a cada pedregulho

Que você me joga se constrói

Neste inverno rigoroso de julho

E de batalhas sem um herói.

Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 04/10/2021
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links