Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
SINTO QUE O AMOR É ESSENCIAL
(POERIMA EM S)

 
Sempre que abro meu coração
Sinto que o amor é essencial
Sozinho eu me perco na ilusão
Sem você eu fico descomunal.
 
Sento no banco de uma praça
Solicito do destino uma saída
Saúdo o amigo que me abraça
Santifico qualquer sopro de vida.
 
Sussurros que me assustam
Sopros invernais nos meus ouvidos
Sou o homem com seus custos
Sustento a leveza do ser decaído.
 
Sugo a tristeza em tantos olhares
Sujo de agonia variados lugares
Sigo por uma estrada muito estreita
Seja feita a ordem de nenhuma seita.
 
Sei que o caminho reto é pedregoso
Sobre o passado é muito difícil falar
Sacudo a poeira que arranha sonhos
Singro pelas tormentas do meu mar.


FONTE DA IMAGEM: PINTEREST.
 
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 18/09/2021
Alterado em 18/09/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Áudios Relacionados:
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links