Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
NO SOLO ÁRIDO DO MEU CORAÇÃO

Meus pés fincados no barro do brejo
Eu, plantando arroz e lágrimas
     Enxugando a minha testa
     No lençol alvo da tarde.
 
Café forte coado nas nuvens
Goela sedenta de descanso
A palavra incerta me engasga.
 
Menina, agora me traga a sua mão
Estique os seus dedos bailarinos
Que troquei o canivete por um anel.
 
Não tenho contados os meus dias
Nem sábados, domingos ou feriados
Há apenas um tempo em meus olhos.
 
Meu desejo é de homem enfeitiçado
Braços morenos sob um sol felino
     E a longa espera por um afago.
 
Menina, agora me traga a sua boca
Que um beijo acaba de germinar
     No solo árido do meu coração.

.
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 12/09/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links