Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos


A SAÍDA
 
A saída em alta velocidade
A saída do mundo confortável
A saída de tudo quanto é mundo
Sua vida em cores e formas instáveis
Diluindo-se sempre contra a parede.
 
A sexta-feira que chega como ventania
Abalando a calmaria da rotina
O fim de semana na cesta de piquenique
A grama e a sombra, assombros da letargia
A monotonia tem apenas o tom do nada.
 
O cisne branco no lago poluído
Minha cisma que não passa e se confirma
Alguém na firma me quer fora de tudo
E tudo não passa de um dado viciado
E tudo não passa de cartas marcadas.
 
O cuspe dado na cara do indefeso
E do tribunal de onde se sai ileso
O cuspe que agora sufoca o cidadão
Ficou perdido como bala não disparada
Tiro que saiu pela culatra, nada demais,
Então...

 
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 17/05/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$30,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$20,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$20,00