Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos


VIVER DE AMOR
 
Eu posso viver de amor
Colorir a vida de tons leves
Eternizar momentos breves
Agarrado aos fios de esperança.
 
Eu posso cavar poços no deserto
Atrás de um futuro ainda incerto
Somente para ter você por perto.
 
Eu posso morrer de amor
Em cada volta do ponteiro
Estar com os bolsos vazios
E te dar um mundo inteiro.
 
Mas nada vai adiantar
Se você não se encantar
Com o azul do meu mar.

Viver de amor, morrer de amor
Amor não é tempo, nem espaço
É beijo que arremata o abraço
É toque leve para além da pele
Enquanto meu coração expele
Mais um poema em seus lábios.



FONTE DA IMAGEM: prelaziadelabrea.com.br
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 28/04/2021
Alterado em 28/04/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$30,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$20,00