Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
EM CADA GRÃO DE POEIRA
 
Enquanto este mundo carece de um sol
Eu não consigo saber onde e como estou
A vida é algo que não se leva na mochila
Mas que se colhe em cada grão de poeira.
 
Eu sou mais forte quando ergo as mãos
O céu azul encobre meus passos rápidos
A caridade definha diante dos meus olhos
Nesta cidade que desconhece a piedade.
 
A tarde que hoje me teceram é muito pálida
Arrancando as cores sedutoras das flores
Vou serpenteando entre casas e automóveis
Procurando pelo néctar inebriante da poesia
 
Esta carência de um sol segue noite adentro
E fortalece os fantasmas que fugiram da luz
Máscaras se confundem com rostos anêmicos
E as rotas que tracei pela manhã se apagaram.
 
Segue a cidade viva na queda de cada corpo
Os sonhos e as travessuras nutrem os bairros
Nossos segredos acendem estrelas nas almas
Mas em seus lodos florescem nossos dramas.
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 03/02/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links