Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos


A TRAVESSIA
  
Em vida eu caçava sem nenhum temor
Não sentia solidão como hoje no vazio
Em que moro sob uma nuvem de dor
 
Em vida eu enfrentei polícia e bandido
Não sentia solidão como hoje no vazio
Habitando no ecoar do mais forte grito
 
Valeu a pena eu ter partido mais cedo
Que vida é só um sopro não é segredo
O depois é que indagamos ao rochedo
 
Pelas ruelas e becos busquei uma flor
Para perfumar a tarde de fúria e tédio
Não sentia solidão como hoje no vazio
 
Pelas noites tenebrosas uivei poemas
Embriagado por licores alucinógenos
Não sentia solidão como hoje no vazio
 
Um tapete foi puxado sob os meus pés
Eu tombei com um anel em minha mão
Para ofertar ao dedo que meu acariciou
 
Não sentia solidão como hoje no vazio
E a saudade de você me causa arrepio
No entanto, você já iniciou a travessia


LEIA TAMBÉM
A SAUDADE
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 18/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$21,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$25,00