Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos

ARMADILHA
 
O tempo por mim passa rápido
E o vento no rosto me roça rente
Enquanto cuspo um poema rígido
 
Dentro de mim uma solidão fervilha
Sou homem caminhando sem trilha
Eu sou um homem isolado feito ilha
 
Corro pelas ruas buscando saída
Uma razão plausível para a vida
Em mim uma loucura contida
 
Ah, eu fui cair na sua armadilha!


 
CRIAÇÃO: Norma Aparecida Silveira de Moraes
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 27/09/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$30,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$20,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$20,00