Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
A POTABILIDADE DO MUNDO
 
O mundo está cada vem mais incolor
Ninguém se dispõe a ser luz
O preto e o branco já não se toleram mais
O céu ficava mais bonito com o arco íris
Mas preferimos o mundo com uma só cor
[E quando só há uma cor,não há cor nenhuma]
Mas cada um prefere o mundo da cor do seu ódio
 
O mundo está cada vem mais insípido
Ninguém se dispõe a ser sal
O gosto da incerteza e falta de esperança
Corrói a língua que passa a omitir as verdades
E até o beijo apaixonado tem gosto férreo de prisão
 
O mundo está cada vez mais inodoro
O perfume francês tem cheiro de exploração
O aroma da degradação moral esbofeteia o nariz
Nem o fêmeo cheiro de cio inspira a poesia
É o bafo da morte que agora aromatiza a rotina
 
E o mundo em seu autofagismo inconsequente
Vai se tornando a cada dia menos potável!
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 26/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links