Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
A PRISÃO
A PRISÃO

A prisão em que vivo aperta
O coração em seu imaginar
Lança-me na trilha deserta
Quando avisto azul do mar

A prisão dentro do meu lar
Apesar da porta tão aberta
A prisão em que vivo aperta
O coração em seu imaginar

A prisão nunca é uma oferta
Que podemos ou não aceitar
Eu quero fazer a coisa certa
Ser livre, ter asas para voar
A prisão em que vivo aperta


INTERAÇÃO

Asas Podadas

Massacra seu coração aprisionado
Sem forças para romper os elos
Asas podadas, voo encarcerado
Vive amargando severo flagelo

Prepara-te para o voo arrojado
Esqueça de cultuar o pesadelo
Massacra o coração aprisionado
Sem forças para romper os elos

As amarras que lhe tem privado
Da liberdade e fechando o seu castelo
Deixando-lhe da vida desagregado
Não permita que tamanho pesadelo

DE: dinapoetisadapaz
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 13/07/2018
Alterado em 24/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links