Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
A PROCISSÃO

Eu vejo uma procissão a minha frente
Homens e seus olhos
Em forma de bugalhos
 
Eu vejo essa procissão que segue
Farejando o cheiro de sangue
Em busca de um atalho
 
Uma procissão de perdidos no mundo
Querendo vir para o outro lado
O lado em que habito
Habitualmente
 
Reconheço colegas de escola
Que fizeram más escolhas
E nada colheram na vida
 
Reconheço aquela garota
Famosa entre as patotas
Na procissão, feito uma tola.
 
Que venham todos
Para esse lado do muro
Entrar na garganta do obscuro
 
A procissão se aproxima
Não foram escolhidos
Venham e serão bem acolhidos
No fundo escuro do poço
Mundo obscuro de destroços

 
 
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 29/12/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links