Escritos do Cláudio
Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
AS MÁSCARAS

Não é que eu ache as pessoas feias,
Não é que eu ache as pessoas falsas,
Não é que eu ache as pessoas fodas,
É que eu não acho sequer as pessoas...
 
Quem é aquele do outro lado da rua?
Quem é aquele saltitante na lua?
Quem é aquele matando o dragão?
Quem é que distribui a droga?
 
As pessoas não me procuram
As pessoas não me visitam
E nem recitam minhas poesias
Para abrandar seus tédios
 
Não é que eu não goste de amigos
Não é que eu não quero ninguém comigo
Não é que eu olhe só para o meu umbigo
É que eu não gosto de correr perigo
 
Todo encontro é uma caixa de pandora
Você não sabe se odeia ou se adora
Você vomita as cordialidades que decora
E ninguém quer ser o primeiro a ir embora
 
Quem é aquele que faz tanto sucesso?
Quem é aquele que não vale o ingresso?
Quem é a ordem? Quem é o progresso?
Quem são aqueles  lá no congresso?
 
Não é que eu queira ficar só
Eu só não quero conviver com as máscaras


 
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 12/12/2016
Alterado em 12/12/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$ 35,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$ 10,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$ 20,00
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Contato Links