Escritos do Cláudio

Não importa quem sou .Importante sim, de que me sujo.

Textos

EXPERIMENTAL***CORRENTE DE ECOSYS

QUERO
 
Quero a liberdade
Liberdade de ser
Ser eu mesmo
Mesmo não sendo
 
Sendo um camaleão
Camaleão acuado
Acuado na selva
Selva de concreto
 
Concreto é o verso
Verso que escrevo
Escrevo pelas linhas
Linhas sempre tortas

Tortas são minhas estradas
Estradas que se estreitam
Estreitam feito ampulhetas
Ampulhetas donas do tempo

Tempo, tenho pouco
Pouco para fechar
Fechar-me no sonho
Sonho que eu quero.


COMO ESCREVER ECOSYS EM CORRENTE
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/4263792
Cláudio Antonio Mendes
Enviado por Cláudio Antonio Mendes em 13/11/2016
Alterado em 13/11/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Tweet
O CASTELO DE ALICE Cláudio Antonio Mendes R$30,00 VERSOS INFECTANTES: (MÓ)MENTOS DE UMA PANDEMI... Cláudio Antonio Mendes R$20,00 O HOMEM & SUAS PERDAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 DECALOGIAS POÉTICAS Cláudio Antonio Mendes R$20,00 UNI VERSOS Cláudio Antonio Mendes R$20,00